DICAS DE FILMES, LIVROS, BARES, PEÇAS E ESPETÁCULOS NO RIO DE JANEIRO

Últimas

LEBLON JAZZ FESTIVAL


Leblon, jazz e muito charme. Não, a tríade não constitui um roteiro de Manoel Carlos, mas a quinta edição do Leblon Jazz Festival, que vai rolar nas ruas do bairro no próximo fim de semana, nos dias 14 e 15 de maio, a partir das 14h. Confesso que essa será minha primeira vez no que já chamam de “mais charmosa  intervenção cultural do Leblon”, mas quem já conferiu gostou do que viu e diz que o evento é imperdível.

O festival acontecerá, principalmente, ao longo da Rua Dias Ferreira, que ficará fechada ao trânsito e abrigará o Palco Dois Irmãos. Esta edição vai contar com a Casa de Praia, instalação confeccionada em eucalipto, que  funcionará a partir das 10h, oferecendo gratuitamente atividades de bem estar. À partir das 15h, a Casa se transforma no palco Gentileza e recebe shows intimistas da programação.

PROGRAMAÇÃO

DIA 14 DE MAIO – PALCO DOIS IRMÃOS
Rua Dias Ferreira

14H00 – RIOCORESJAZZ QUARTETO
15H00 – SAMBULUS DUO
16H00 – GEORGE ISRAEL E PEPEU GOMES
17H15 – CHICO AMARAL QUARTETO
18H15 – ORQUESTRA VOADORA
19H15 – RODRIGO SANTOS (BARÃO VERMELHO)
20H30 – HERMETO PASCOAL E BANDA

* Durante os intervalos: DJ Gottcha

DIA 15 DE MAIO – PALCO GENTILEZA
Casa de Praia – Orla do Leblon

15H00 – QUINTETO NUCLEAR
16H00 – BONDE SOM
17H15 – FLÁVIO GUIMARÃES BLUES BAND
18H15 – FINO COLETIVO

* Durante os intervalos: DJ Gottcha

www.leblonjazzfestival.com.br
twitter.com/leblonjazz

Por Clarissa Barcellos

De Macca a Tim Burton

Tá chegando a hora! Faltam duas semanas para o show do Paul McCartney. Até lá, estou curtindo a expectativa do show. Nada de ansiedade. Provavelmente, será o programa de 2o11, por isso é bom  curtir ao máximo, o antes, o durante e o depois.

Pois bem, na semana passada fui buscar o ingresso no Centro da Cidade, o que acabou virando um programinha que me rendeu uma dica de livro. Como o local para a retirada do bilhete era próximo ao CCBB, dei uma passada por lá – o que é sempre um excelente programa – e fui conferir as novidades – idem, idem.

Saí de lá com uma sacola com três livros e um DVD, entre os quais um para a minha filha, uma pequena preciosidade: O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra. O diminuto livro de capa amarela, da editora Girafinha, é uma coletânea de poeminhas ilustrados por ninguém menos do que Tim Burton! Gamei na hora.

Os textos, assim como os desenhos, são bizarros, irônicos e melancólicos. Bem, acho que já disse que o autor é Tim Burton… Li alguns para Alice, que fazia cara de perplexidade a cada historinha absurda que era narrada. E eu me diverti muito.  Aí vai uma provinha:

A menina de muitos olhos

Dia desse no parque
Vi uma moça de raro encanto
Tinha tantos, tantos olhos
Que, confesso, fiquei meio tonto.

A sua beleza não era pouca
(Aliás, que tremenda gatinha!)
Quando notei que tinha boca
Engatamos numa conversinha.

Falamos sobre ecologia,
Sobre suas aulas de poesia,
Sobre os óculos que usaria
Se um dia tivesse miopia.

Mas, de tudo, o que eu mais adoro
É seu olhar diversificado.
Se entretanto ela cai no choro,
Não tem quem não fique molhado.

Não é fofo? A ilustração é uma menininha com o rosto cheio de olhos. Uma graça! Já os outros itens da sacola ficam para os próximos posts! À bientôt!

Por Vanessa Teixeira

E foi assim que fiquei depois de ver o filme mais ridículo do mundo e comer a pizza mais demorada da história da humanidade:

Dois dias de fúria!

Bem, vou ser bem sincera…O Vasco acaba de perder para o time que mais ODEIO no mundo, por isso vou dar duas “não-dicas“, curta e grossamente:

Você quer comer um rodízio de pizzas no Bella Blu da Barra da Tijuca e acha que vai dar prejuízo? Pois tire o “cavalo da chuva” (que expressão velha e cafona!). Se vc der sorte, come em uma hora e meia umas quatro fatias…e ñ pense que é só de pizzas salgadas. Se vc estiver com MUITA sorte, come umas… UMA pizza doce… Ahhh…ainda paga 10% por prato/pessoa e por rodízio…paga uns 20%  além de sua continha. Bem, é isso! Boa sorte, se for arriscar!

Horas depois, liga a TV e programa para assistir a um filme de terror…o nome? Filha da Sombra! Nem preciso dizer que devia se chamar filha de outra coisa…

Olha a sinopse, que copiei de um site:

Grávida de seu primeiro filho, Laura (Elisabeth Shue) está vivendo o momento mais feliz de sua vida. Deprimida depois do nascimento da pequena Jéssica, ela passa por uma série de incidentes estranhos em sua nova casa, incluindo o aparecimento de uma estranha boneca, uma suposta maldição e a suspeitíssima babá da menina. Alguém parece estar perseguindo Laura, tentando roubar o seu bebê. Prepare-se para um final chocante e surpreendente!

MENTIRAA! O FINAL É CHOCANTE, mas o resto, meu bem… Que filme sem sentido e ridículo! NÃO RECOMENDO.

O meu bonequinho se revoltou depois de assistir a isso e nunca mais foi encontrado! Se o ver por aí, caminhando rumo ao nada, me liga!

É isso!

Por Marcelle Colbert

Qual seu filme de terror preferido? Pergunta clássica, resposta original…

Quem está falando?

Mas é lógico que fui assistir a Pânico 4, um dia depois da estreia, no último sábado. Aproveitei o encontro mensal (que na verdade é sempre semestral) com meus amados amigos do coração (é muito amor), Manuela e Vicente, pra conferir o filme. Eu tinha certeza de que iria valer a pena pagar o caro ingresso do New York City Center pra matar a saudade de um dos clássicos do terror, que no fim das contas virou motivo de piada no mundo cinematográfico. Mas, que o primeiro da série foi sensacional, ISSO FOI. Até hoje lembro do dia em que peguei o filme na locadora. Bem…

Na quarta parte de Pânico, os meus personagens de sempre: a coitadinha da Sidney Prescott (Neve Campbell), muito bem definida no filme pelo (a) (s) assassino (a) (s) como uma nova versão do psicopata de Halloween Michael Myers, que assim como o nosso querido Jason, não morre nunca; a repórter e botox puro Gale Weathers (Courteney Cox); e o xerife Dewey (David Arquette).

Sairam do cinema sem querer me matar, como da última vez!

É engraçado do início ao fim, não por ser ridículo, mas por debochar o tempo todo deles mesmos! ADORO auto-deboche! As cenas de abertura são um dos pontos altos>>> nem vou dar muitos detalhes pra não perder as surpresas!

Dá uma olhada na sinopse que roubei no site do UCI e melhorei:

Dez anos se passaram e Sidney Prescott é agora uma reconhecida autora de livros de auto-ajuda. Na última viagem de divulgação de sua publicação, Sidney vai a Woodsboro. Em sua cidade natal, ela reencontra o xerife Dewey e Gale, agora casados. O probleminha é que a sortuda é atormentada pelo novo (s) ou velho (s) Ghostface (s).

O final do filme eu já previa! Né, Manu e Vi?! É bem original !!!

Resumindo: meu bonequinho diz que Pânico 4  virou um clássico do humor negro…superou Mamãe é de Morte, topo de sua lista. Ele também adorou as novas formas de matar. Vivendo e aprendendo…


Outro post dentro deste post

Antes ou depois do cineminha, uma das dicas pra matar a fome é ir no The fifties, lanchonete estilo anos 50, logicamente. Gostei dos sandubas e do ambiente. Não é baratinho, mas é gostoso!

Por Marcelle Colbert

 

Um típico tijucano!

Vanessa, uma típica tijucana, e o menu do bar, um típico tijucano

Semana passada, decidi (depois de muita “insistência” do Guedes de Freitas e da Vanessa, integrantes do Bonde da Tijuca) apreciar uma gelada no bar-restaurante tijucano Roquinha. Gostei! O “chopps” estava delicioso e o petisco, uma porção de aipim ( um dos mais típicos de cachaceiros), também.

Pela primeira vez, vou ser mais direta…Chega de enrolar os nossos milhares de leitores (Essa foi ótima!). Ah! Chega também de comentários feitos entre ( ). Que coisa chata! Bem, o restaurante é MUITO recomendável e fica na Rua General Roca, claro… por isso o nome do bar. Dã! > >> Só depois de um tempo, liguei o nome à pessoa. Enfim…uma dica cheia de “típicos e típicas”.

Esse post é dedicado aos meus queridos amigos tijucanos…(Falta do que escrever é foda!) >>> Sorry pelas aspas! É mais forte que eu!

Por Marcelle Colbert

Contagem regressiva pra chorar no show do meu ‘second’ deuso

Paul, Paul, Paul and Paul

Atencione: essa é a melhor dica que alguém poderia postar neste blog:

No dia 22 de maio, o único domingo que amarei pra sempre, Sir James Paul McCartney realiza o sonho da vida de pessoinhas como eu, uma menina criada a leite com The Beatles. No setor oeste inferior do Engenhão (o melhor lugar para uma pessoa de estatura mediana ver o seu deuso number two), estará uma mulher louca e frenética: eu!!! É de lá que vou riscar o último item da minha lista “sonhos de uma criança mimada e revoltadinha, mas com bom gosto”.

Nem é preciso dizer muita coisa pra justificar a minha dica. É o Paul!

A pré-venda (como ando gritando por aí, o site http://www.ingresso.com quase me matou do coração com seus erros) começou na terça-feira, às 23h50. Os ingressos acabaram para os clientes do Bradesco, mas ainda há esperança: na quinta-feira, a partir das 9h, milhares de internautas estarão apertando freneticamente o F5 de seus computadores para conseguir um “lugar ao sol”.

Os convites para ver o homem que canta as músicas que não podiam faltar em minhas festinhas de aniversário (sempre tive bom gosto, tá?!! E tenho vídeos que comprovam isso. Falo logo! rs*) custam R$ 300 (pista comum), R$ 180 (arquibancadas superiores), R$ 340 (arquibancadas inferiores) e R$ 700 (Vipão). Agora, pelo amor de Deus não vai deixar de “meter a mão no bolso” e perder o Paul! Tem meia-entrada, obviamente…

E a contagem regressiva começou: faltam 40 dias (Tenho quase certeza q é isso. Tô sem saco de contar no calendário e sou jornalista, o que quer dizer que Io tenho dificuldades com números). De qualquer forma, isso é muito tempo pra uma pessoa que tem TOC.  Mas vou esperar sem (muitos) ataques de ansiedade.

Por Marcelle Colbert

Uma dica que uma amiga minha me deu…

Bolinho de feijoada e cervejinha! Tudo de bom!

 

Gente, confesso que este post é o cúmulo da preguiça! A dica chegou por e-mail e vou simplesmente colar o texto aqui! Beleza? É da minha amiga Cátia Vasconcelos.

Leiam o @ na íntegra:

Ah! Outra dica legal, mas de cunho alcoólico, é o Aconchego Carioca. Este bar é uma graça e fica na Praça da Bandeira. Lembrei agora que vc gosta de cerveja e lá eles servem as geladinhas de vários países. O único problema de lá é que é um pouco caro, mas tem tbm um bolinho de feijoada que é demais. Se tiver um tempinho, vá até lá e experimente o tal bolinho que é maravilhoso.

Bjs e um ótimo domingo!

 

Eu vou, sim!!!!! Vamos?! Aliás, amo bolinho de feijoada!


Postado por Marcelle Colbert

Ainda dá tempo de ver ao “vivo” o Príncipe das Trevas…ou não

Vovô Ozzy in Rio!!!!!!

É amanhã! Pra falar a verdade, acho que não dá mais tempo… só se você comprar o ingresso com um cambista, mas vou manter esse título aí de qualquer forma. Sem MUITA enrolação: como esqueci de dar essa dica? Vovô Ozzy, como chamo o Príncipe das Trevas na intimidade, me mataria…comeria o meu passarinho de estimação…(Que piada podre e nada original qnd se trata de John Michael Osbourne, mas também não vou apagar. Tô revoltada! Que aturem as minhas piadinhas ridículas!).

 

O eterno Black Sabbath!!!!

Bem, ele sobe no palco do Citibank Hall, na Barra da Tijuca, às 21h. Fui ao último show do fofo do Ozzy e podem ter certeza que, apesar de tudo (quem tem o mínimo de conteúdo, sabe o que estou querendo dizer com “tudo”. Não vou ficar enumerando, porque hoje eu não tô afim. Joga o nome dele no Google. Rs*), é ÓTIMO! Qnd vc terá outra oportunidade de ver de pertinho a bunda de um dos ícones do rock’n roll? Bem, não sei esse ano, mais no show que fui tive o desprazer de ver. Qnd vc acha que voltará a ver o cara que canta Paranoid ali no mesmo metro quadrado que vc? O eterno Black Sababath!!!! É infância para alguns, pra mim! 

A única coisa que lamento desse show é a falta do Zakk Wylde…Nossa! Aquilo é um guitarrista foda! Adoro!

P.S: espero que ele não cancele o show por causa de uma grade…

Por Marcelle Colbert