DICAS DE FILMES, LIVROS, BARES, PEÇAS E ESPETÁCULOS NO RIO DE JANEIRO

As garotas

Marcelle Colbert

Jornalista, que queria ser cineasta, psicóloga, escritora de contos de terror, museóloga e descobriu há pouco tempo vocação para gestora de mídias digitais. Acabou se tornando repórter depois de preencher o formulário da faculdade errado. Isso mesmo! O X foi parar no lugar errado, que acabou sendo o correto. Um parêntese: acabei de descobrir o porquê de tanto orgulho ao preencher o item profissão em cadastros. Vai entender…Só um analista dos bons pra me entender ou traduzindo London Calling e interpretando o filme Adeus, Lenin! (Fiquei viciada no lance da Aline de “Qual é o seu filme?” e inventei “Qual é a sua música?”). E o blog… Na verdade, o site é uma desculpa para despertar o meu EU rock’n roll e me divertir com os mais diferentes programas que o Rio pode me oferecer. Afinal, alguém me disse que tenho potencial para “merdeira”, né Renata?!

P.S para justificar a minha foto irritada em uma festinha de aniversário, que transformei em 3X4 porque achei fofíssima e foi aprovada pelos meus amigos do Orkut (É claro que eu tenho um, né?!): Detesto fotos!!!!!!!!

Renata Cruz

Renata, aquela que gosta de samba, mas também curte rock; ama praia, mas adora o friozinho da serra; bebe uma cervejinha gelada no boteco, mas aprecia um bom vinho em Paris; ouve música no último volume, mas preza o silêncio absoluto; acha lindo salto alto, mas vê elegância em uma sandália rasteira; come salada, mas não dispensa um bom churrasco. Eclética para alguns, indecisa para outros.Prefiro achar que sou uma metamorfose ambulante em busca de pessoas interessantes e programas bacanas, onde quer que eles estejam. Jornalista, descobriu nos blogs uma maneira de expressar o que gosta e o que sente, e não apenas o que é paga para escrever.  Além do Garotas de Programas, também devaneia em ofilhoqueaindanaoveio.wordpress.com.

Vanessa Teixeira

É a mais velha entre as oito mulheres (ainda há meia vaga, para fecharmos como o Peter Greenaway), uma ex-boêmia que trocou a noite pelo dia depois que se tornou mãe de Alice, há quase seis anos. Já rodou muito pé-sujo nas madrugadas, mas agora frequenta os bares estrategicamente localizados em pracinhas, clubes e shoppings. Ama cinema, literatura e música, embora tenha lido, ouvido e visto muito menos do que gostaria nos últimos anos. Conhece, compulsoriamente, quase toda a programação do Discovery Kids e está prestes a dar um tiro na televisão. Já teve que dispensar muitos convites nos últimos tempos, mas agora está a fim de voltar a ter uma vida sociocultural ativa que NÃO inclua casas de festas infantis, por isso aceitou o convite dessas garotas super bacanas e se juntou à turma. Ah, sim! Jornalista, nascida no Dia de São Jorge, quatro tatuagens, nenhum piercing, moradora da Zona Norte. Já faz mamografia anualmente.

Virgínia Cavalcante

Carioca, vascaína e viciada em Coca-Cola Zero! Jornalista por formação, mas que no fundo tem o sonho em ingressar na Polícia Federal. Adora gente louca, poesias, a cor vermelha e horário de verão. Detesta encontrar cabelo na comida, tirar sangue, tempo frio e dormir com alguém no mesmo quarto. Com uma alma amazônica, acredita que os povos indígenas ainda são as melhores civilizações deste planeta. Irrita-se facilmente com desorganização, sujeira e pessoas mal humoradas. Derrete-se ao se deparar com crianças do sexo feminino, mas nada contra os meninos. É um ser humano absolutamente disponível para o desconhecido, pois tem a certeza que o melhor da vida acontece quando menos se espera! Um ídolo? Amélie Poulain. Crê que a receita da felicidade esteja baseada no amor, na amizade e no perdão. Porém, exclama: incertas são as pessoas, e por isso é tão importante sentir-se bem mesmo estando só! Uma frase: opte por aquilo que faz o seu coração vibrar, apesar de todas as consequências !

Julia de Brito

Jornalista e cantora nas horas vagas,  já pensou em ser  mil outras coisas na vida e ainda pensa quase todos os dias. Gosta do mundo das Artes e acha que faz muito menos programas culturais do que deveria.  Sente-se bem quando está em uma cadeira de cinema ou de teatro e sai de lá pensando nas questões da vida humana. Curte um restaurante, principalmente se tiver camarão. Gosta de um choppinho com petiscos, e sempre, de um lugar agradável, de preferência com música (MPB, samba, jazz, soul). A-DO-RAAA Dança de Salão. Gostou da ideia do blog e decidiu se tornar também uma super garota !!!

Aline Magno

Vinda do longínquo e árido Planalto Central, posso dizer que sou uma constante fugitiva do conhecido. Ao mudar-me para o Rio de Janeiro me deparei com estranhos modos de vida dos nativos desse populoso balneário. Depois de muito samba, açaí e areia… Entrei em abstinência profunda. Rangendo os dentes, babando e vendo bebês engatinharem no teto que percebi que o problema não era falta do que fazer na cidade, mas falta da companhia certa. Foi aí que encontrei essas beldades que me garantiram um mundo novo repleto de cultura, rock n´ roll e sex appell. E foi assim que me tornei uma garota pronta para programas.

Juliana Dargains

A mais nova, a mais arruaceira. Com vinte e pouquíssimos anos na cara, nem é jornalista ainda, mas sabe exatamente porque foi parar na profissão. Natural do Rocha, o melhor bairro do Rio de Janeiro, mas vive há dez anos em Vila Isabel, o paraíso etílico e bucólico de qualquer apaixonado pela cultura carioca e a vagabundagem no sentido bem flâneur da palavra. Prefere locais abertos e sem frescura. Aprendeu a beber com o pai e hoje faz amigos em cada canto da cidade. Conversa com qualquer um. Fã incondicional das palavras bonitas e de efeito, sendo assim tarada pela música e poesia.Maior objetivo na vida: colecionar a maior quantidade de ótimas histórias.

Clarissa Barcellos

A última a escrever o perfil, é aquela que costuma deixar tudo pra cima da hora. Amante da arte, não crê numa existência satisfatória sem apreciá-la em todas as suas manifestações, o que a faz transcender. É efêmera como a vida – de perene só sabe que adora a simplicidade e a calma, foge de baladas, adora se afundar na poltrona do cinema após tomar um  café “espresso”, sente que perdeu um amigo quando vira a última página de um livro, curte um show de MPB como se fosse extensão dos músicos, esquece do mundo quando entra no teatro, não dispensa programas ao ar livre, extasia-se com a plasticidade da fotografia, é capaz de verter lágrimas com um poema e leva versos de Vinícius tatuados no braço. Entusiasta da consciência, do conhecimento e da sabedoria, segue o aforismo do filósofo: “conhece-te a ti mesmo”! Crê que compartilhar vivências é um dos caminhos, assim, aliou-se às garotas. Não gosta de fazer auto-apresentação e acredita que não é lendo este perfil que você irá conhecê-la. No entanto, está sempre com a porta aberta, o que você tem pra trocar?

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.